Follow by Email

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Na noite todos os gatos são pretos

Durante todo o dia a tranquilidade fina e a calma delicada me fizeram companhia, mas com a chegada do anoitecer elas deram lugar à impaciência, que por ser espalhafatosa e gorda ocupa os dois assentos !

quarta-feira, 29 de junho de 2011

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Menina Mulher



Até mesmo as criaturas traiçoeiras e envolventes como as sereias, que suspiram ao ver as ondas de espuma alva, que levam homens ao fundo do oceano e à loucura, mesmo essas criaturas possuem seu lado infantil e doce, ingênuo... Tudo tem dois lados !

Roberto Inesquecível Bolaño




"A amnésia nunca nos beija a boca"

Escafandro Noturno

A superação do nosso limite de pressão, através do escafandro, nos permite mergulhos profundos...

" Este silêncio é feito de agonias
E de luas enormes, irreais,
Dessas que espiam pelas gradarias
Nos longos dormitórios de hospitais.

De encontro à Lua, as hirtas galharias
Estão paradas como nos vitrais
E o luar decalca nas paredes frias
Misteriosas janelas fantasmas...

Ó silêncio de quando, em alto mar,
Pálida, vaga aparição lunar,
Como um sonho vem vindo essa Fragata...

Estranha Nau que não demanda os portos!
Com mastros de marfim, velas de prata,
Todo apinhada de meninos mortos..."

Esse poema se chama 'Noturno' e foi composto por Mario Quintana. O conheci depois de ler o livro 'O escafandro e a Borboleta' que é uma auto-biografia absolutamente incrível de Jean-Dominique Bauby, editor da Elle que após um derrame cerebral resolve escrever um livro, o qual escreveu apenas com a capacidade física de mover somente um dos olhos, o esquerdo. Bauby descreve sua vontade de viver, mas preso em sua limitação, o 'Escafandro e a Borboleta' mostra a linha tênue entre o desejo e a frustração. Assim como o poema 'Noturno' de Quintana, que mostra o observador analisando a noite, que apesar da beleza, delicadeza e suavidade é comitantemente tensa, compressiva e 'escafandrosa'.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Contraditório Cotidiano

É incrível como um dia repleto de acontecimentos péssimos pode ter um resumo tão agradável. Mas o que faz com que isso aconteça é simples, e se traduz no simples fato de poder olhar pra trás e ver que tudo acabou bem, ninguém está machucado, e tudo vai continuar ou como era antes ou evoluir. A beleza realmente não está na NÃO ocorrência de erros ou imprevistos, mas no otimismo, alguns chamariam de ingenuidade, de continuar de cabeça erguida diante das consequências. Eu escutei em algum filme que, "O importante, o mais importante, é manter sempre seu lado inocente." e acho que essa frase desperta um lado de esperança eterna, de vivência do presente, fugindo dos sentimentos adultos de preocupações com o futuro, ou arrependimentos diante do passado. E de uma forma ingênua acho isso lindo... Continuando assim na ciranda da 'contraditoriedade'

terça-feira, 14 de junho de 2011

Sensibilidade

"Se encontrar alguém que ama na sua vida, agarre-se a este amor." - Princesa Diana


"Não há fatos eternos, como não há verdades absolutas." Friedrich Nietzsche

segunda-feira, 13 de junho de 2011


"HELLO STRANGER..."

sábado, 11 de junho de 2011

Valentine's day


Dia dos namorados.. E todos estão felizes. Solteiros comemorando seu poder de escolha e os comprometidos comemorando suas escolhas. E a esse dia tão cheio de energia positiva dedico... "TAN TAN TAN TAN"... Ben Harper & The Innocent Criminals com Steal My Kisses (Neptunes Beat Box Mix), música boa de escutar pra dar aquela levantada, dançar como bobo, dar risada, cantar em alto e esquecer dos problemas.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Mess


Cold night
Warm secret
Ephemeral feelings
Timeless word

"Nunca mais recuarei diante da verdade, pois quanto mais tardamos a dizê-la, mais difícil torna-se aos outros ouví-la." Anne Frank