Follow by Email

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Caminho da Verdade

"Você deve ser a mudança que deseja ver no mundo." O Dhammapada
Dhammapada é o mais sagrado livro para os budistas. E é também a mais famosa e mais publicada obra sobre budismo em todo o mundo, pois é atribuído diretamente ao Buda. É formado por 423 versos ditados pelo próprio Sidarta Gautama Sakiamuni, distribuídos em 26 capítulos. Cada capítulo do Dhammapada é uma unidade em si, e em cada um deles aprendemos mais sobre o que 'O Desperto' (Buda) tem a dizer e sobre o seu entendimento da vida. Mas esse livro não deixa de ser, também, uma obra de poesia e sensibilidade. Reverenciado e presente em todas as escolas budistas, no Sri Lanka os meninos aprendem a decorá-lo a partir dos 8 anos de idade(!): ‘Dhammapada’ significa, literalmente, ‘Caminho da Verdade’. - Existem outros sinônimos possíveis, como ‘Caminho da Purificação’ e ‘Caminho da Perfeição’. - Trata-se de uma antologia escrita em páli (língua derivada do sânscrito, usada pelo Buda em seus discursos), o mesmo idioma em que foram escritos os cânones budistas da escola Theravada, considerada pelos especialistas como a mais fiel aos ensinamentos de Buda. Segue uma brevíssima história da Tradição Budista Theravada: O buddhismo Theravada é a maior escola budista existente, sendo praticada predominantemente no Sri Lanka, Thailândia, Myanmar (Birmânia), Laos e Cambodja e com expressiva presença em países como o Vietnam, Malásia, Estados Unidos e Inglaterra. O Theravada atribui sua origem aos ensinamentos diretos do próprio Buda, e é a única das escolas antigas que permanece até hoje, e com um corpo canônico integral. Os livros originais do budismo, que constituem o cânone budista, são chamados ‘Corbelhas’, ou ‘Coleções de Leis’, - Pitakas, - e são três, daí o nome ‘Tipitaka’, que quer dizer ‘Três Coleções de Leis’. Essas três coleções são: O Vinaygua-Pitaka, que trata da disciplina monástica, O Sutta-Pitaka, que trata da doutrina, O Abidhamma-Pitaka, que trata da parte especulativa da doutrina, ou seja a metafísica. Mas o Dhammapada é o livro que contém em si mesmo o extrato da doutrina e da ética budistas, por essa razão é a obra recomendada aos que desejam obter conhecimentos ao mesmo tempo iniciais e aprofundados sobre os ensinamentos budistas. É um verdadeiro testamento espiritual do Buda, e os monges e praticantes o consideram como um guia de vida, um amigo de todas as horas. Dizem que, para os que procuram a Verdade, o Dhammapada é como um conselheiro sempre próximo. O Dhammapada é universal. Nele podemos encontrar o fio condutor dos ensinamentos morais que norteiam o budismo, a maior parte com o foco centrado na autotransformação do indivíduo, e muita coisa pode ser descoberta a partir de uma análise aprofundada dos seus versos. Existem diversas versões publicadas na forma de livros, que podem ser encontradas nas boas livrarias... Já já vou buscar o meu!